Pular para o conteúdo

Laudo remoto: tecnologia ajudando no diagnóstico a distância

A telemedicina ou teleatendimento,  tem sido a especialidade médica que mais cresce no mundo desde a década de 1990, e vem impulsionando grandes mudanças na saúde desde então. 

Por exemplo, a elaboração de laudos remotos já é uma realidade no setor médico brasileiro e mundial, auxiliando na otimização de tempo, espaço e custo dos serviços prestados por diferentes especialidades médicas, além da possibilidade de atingir um número maior de pacientes em comparação à medicina tradicional.

Um estudo da IHS Technology nos EUA mostra que o número de pacientes diretamente afetados pela telessaúde dobrará para 7 milhões em um ano – e a maioria desses pacientes receberá um ou mais relatórios médicos verificados remotamente. , em um programa que combina medicina, telecomunicações e tecnologia.

laudo-remoto-telemedicina
Fonte da imagem: Gestão Ds

No Brasil, a lista de procedimentos médicos com direito a receber laudos remotos continua crescendo, incluindo alguns exames básicos e muito populares, como eletrocardiograma, mamografia e visão.

À medida que a tecnologia da telemedicina avança, a tendência é que a maioria dos procedimentos baseados em informações técnicas – por exemplo, aqueles capturados por máquinas de raios X, sondas e eletrônicos – possam ser avaliados remotamente.

Por meio de um laudo remoto, clínicas e consultórios conseguem, entre outras coisas, economizar e atender mais pessoas. Pacientes impossibilitados de serem atendidos presencialmente por causa do novo coronavírus viram na telemedicina uma solução — e junto a esta, a condição de receber diagnósticos à distância.

Nada disso seria possível sem tecnologia. Felizmente, a transformação digital também adentrou na área médica, proporcionando diversos impactos, como agilidade no atendimento e melhorias na jornada do paciente

Continue a leitura até o final para entender melhor o funcionamento do laudo remoto, suas vantagens e quais exames podem ser emitidos!

Como funciona o laudo remoto?

De forma simples, o laudo remoto funciona por intermédio de uma central. Esta tem a função de receber todos os dados que o equipamento coletou do paciente na hora de um exame específico. Mesmo em sua residência, o indivíduo consegue ser examinado, graças a uma conexão de Wi-Fi, responsável pela transmissão das informações até a central.

Os aparelhos usados no laudo remoto seguem normalmente o regime de comodato. Basicamente, esta é uma forma de empréstimo, porém gratuita, de fazer essa infraestrutura de diagnósticos à distância funcionar. 

Com isso, o laudo pode sair dentro de poucas horas ou até mesmo imediatamente, a depender do exame. Quem disponibiliza os equipamentos em comodato é uma empresa terceirizada.

Quais as vantagens da tecnologia na emissão do laudo remoto?

O regime de comodato permite às clínicas e consultórios reduzir custos com equipamentos. Podemos também citar como vantagem que os laudos remotos podem ser emitidos com bastante agilidade, conforme explicamos há pouco. 

Os laudos em si também passam a ter uma qualidade maior e precisão das informações, principalmente quando a sua emissão fica a cargo de uma empresa especializada. A seguir, separamos alguns dos principais exames que podem ser emitidos à distância. Acompanhe!

Raio X

Em vez de filmes radiológicos, os pacientes podem agora fazer um exame de raio X com dados de imagens na nuvem. Outro exame dessa categoria que pode ser feito é a radiologia de tórax padrão OIT, responsável por capturar, por exemplo, vasos sanguíneos, estruturas do coração e ossos. Também é possível fazer a densitometria óssea, que visa analisar possíveis problemas no esqueleto do paciente.

Ressonância magnética

Com auxílio de um aparelho específico, usa-se um imã que entra em contato com o corpo do paciente. Dessa forma, as imagens que vão para a central na nuvem têm um bom nível de qualidade e detalhamento.

Mamografia

A mamografia à distância trouxe um grande benefício às mulheres. Isso porque várias delas precisavam se deslocar até um especialista, mostrar seu exame e esperar um laudo. Além disso, hoje em dia, o procedimento pode ser feito digitalmente, com menos dor e menor exposição a elementos radioativos, coisas que eram frequentes na mamografia tradicional.

Leia também: Os impactos positivos da Tecnologia na Medicina!

O laudo remoto, como vimos no texto, ajuda clínicas e consultórios a reduzir custos e atender melhor os pacientes. Dessa forma, estes passam a ter acesso a uma série de exames e receber o resultado rapidamente, com imagens de qualidade e sem a necessidade de deslocamento.

O que achou do artigo? Acesse o site da Gestão DS e crie sua conta em nossa plataforma!